América Central

No dia 02 de Novembro de 2012, no marco do Estudo de Reciclagem Inclusiva na América Latina e no Caribe, foi realizado um workshop Nacional de Reciclagem Inclusiva com os agentes nacionais que estão envolvidos nesse setor, incluindo os representantes do setor público (âmbito nacional e municipal), o setor provado, e da academia da Costa Rica. Este workshop confirmou a necessidade que existe de criar modelos eficientes de reciclagem inclusiva na Costa Rica, e no restante dessa sub-região.

Entre 2012 e 2013 a IRR apoiou o projeto piloto de reciclagem inclusiva no município da Libéria para criar um modelo e reproduzir esse método em outros municípios do país. O projeto trabalhou com os catadores d base do município para formar a Associação dos Catadores da Libéria (ARELI) e desenvolver, em conjunto com o Governo Municipal, um sistema de coleta seletiva no município. Este projeto foi implementado pela ONG ACEPESA em colaboração com o ALIARSE.

Em Maio de 2013 essa experiência foi divulgada, e o modelo de reciclagem inclusiva foi gerado como resultado para os agentes públicos e provados no Primeiro Encontro Nacional de Reciclagem organizado pelo Ministério do Ambiente, Energia e Mares da Costa Rica (MINAE).

Guatemala

Há vários anos a PepsiCo e a Cabcorp trabalharam para criar e fortalecer a cadeia de valor do PET em diferentes de regiões da Guatemala. De 2011 e 2012 a IRR contribuiu para a terceira fase desta iniciativa trabalhando em diferentes comunidades de Totonicapán para estabelecer pontos de coleta de PET administrados pelas organizações municipais de catadores de base.

Por outro lado, através da Iniciativa Regional para a Reciclagem Inclusiva, o Banco Interamericano de Desenvolvimento organizou um workshop de formação horizontal sobre organização para os catadores trabalhando no aterro controlado do km22 da Rota do Pacífico em Amatitlán, Guatemala .

Nicarágua

Foi implementado o projeto “Iniciativa Regional para o Fortalecimento da Red Nica na Nicarágua” que teve o objetivo de formalizar e fortalecer o movimento nacional de catadores da Nicarágua (Red Nica), além de promover intercâmbios entre os catadores da América Central. O resultado desse projeto foi que a Red Nica passou a ser pessoa Jurídica em Novembro de 2012, e apoiou a 07 cooperativas de catadores em diferentes regiões da Nicarágua para se formalizar.

A Red Nica também realizou mudanças nacionais entre os catadores Nicaraguenses, e um intercambio regional entre 50 líderes da América Central que se reuniram em Managua, Nicarágua nos dias 21 e 22 de Setembro de 2012 no marco desse projeto. A Red Nica continua fazendo esse trabalho de coordenação na América Central incentivando a criação e o fortalecimento de movimentos nacionais de catadores em Honduras, no Panamá, na Costa Rica, na Guatemala e em El Salvador.

México

O México tem sido um dos países priorizados para trabalhar. No dia 15 de Agosto de 2012, no marco do Estudo de Reciclagem Inclusiva na América Latina e no Caribe, foi realizado o Workshop Nacional de Reciclagem Inclusiva com agentes nacionais envolvidos nesse setor, incluindo os representantes do setor público (âmbito nacional e municipal), do setor privado e da academia. O Comitê Nacional usou as diretrizes de ação que foram desenvolvidas como resultado desse workshop para orientar o desenvolvimento das atividades da IRR no México.

A Implementação do projeto “Criação de um sistema de reciclagem inclusiva em Torreón, Coahuila” beneficiará 1.800 catadores de base na cidade de Torreón que fica no Norte do México. Este projeto está sendo realizado pela ONG Mundo Sustentável junto com um investimento da empresa Promotora Ambiental que presta o serviço de GIRS nessa cidade.

Panamá

No Panamá será implementado o projeto “Resíduos Sólidos e Reciclagem de Guna Yala”. Essa intervenção procura desenvolver rotas de reciclagem em quatro comunidades da Comarca de Guna Yala beneficiando aproximadamente 2.000 pessoas que terao uma remuneração vendendo materiais recicláveis. Esse projeto está sendo executado pelo Massachusetts Institute of Technology (MIT) com a Associação Nacional para Preservação da Natureza (ANCON, sigla em Espanhol), e em coordenação com o Instituto de Pesquisa e Desenvolvimento de Kuna Yala (IIDKY, sigla em Espanhol).

2 respostas a América Central

  1. Annette disse:

    Felicidades por la iniciativa, en Panamá se necesita mucha educación sobre el reciclaje, yo vivo en La Chorrera y para reciclar tengo que viajar hasta la ciudad de Panamá a las ferias Yo reciclo, antes investigue sobre el reciclaje de mi distrito y me encontré con la difícil situación que lo único que se recicla acá es papel y cartón, para el plástico no me dieron seguridad. Me gustaría que se apoyara a los recicladores de este sector del país y a la educación sobre el reciclaje porque lamentablemente la gente desconoce o tiene poco interés sobre el tema.

    • Iniciativa Regional de Reciclaje Inclusivo disse:

      “Buen día, agradecemos tu mensaje y el interés que muestras por mejorar las condiciones de los recicladores. Existen más de 4 millones de personas en América Latina y el Caribe que se ganan la vida recuperando materiales reciclables son percibidas como un “problema social”, y cuyo trabajo no es reconocido ni valorado. Con tu apoyo y difundir la importancia de su inclusión, este “problema” en una oportunidad de desarrollo para los recicladores, contribuiremos al impacto positivo en el sector del reciclaje de la región.
      Te invitamos a visitar nuestra web https://reciclajeinclusivo.org/recicladores/

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *